Skip to main content

Posts

Showing posts from June, 2006

Kamia Trás di Son

  OVNI (3) O OVNI de hoje tem assinatura CV, isto é, é um ovni cabo-verdiano. Falo do disco Trás di Son de Djinho Barbosa, lançado no mês de Março. Eu já tinha aqui falado da música Um BatuKu Xatiadu Si, no tópico "Gosto Também De...", que é a minha favorita, mas não resisto a voltar a esta obra pela qual estou encantada. Tenho inclusive incentivado as pessoas a ouvi-lo e as opiniões que me chegaram são unânimes: estamos perante um trabalho de grande qualidade, a todos os níveis. Trás di Son é sim um ovni, pela sua refrescante originalidade, pela singularidade dos seus sons, pela poesia genuína das letras, pelos títulos inspirados... É um ovni porque é primeira vez (se não estou em erro) que um disco de música cabo-verdiana reúne um tão grande número de artistas, entre músicos consagrados e suprendentes talentos-revelação: Princesito, Paulino Vieira, Kim Alves, Nhelas Spencer, Albertino, Annie, Chando Graciosa, Bino, Mário Lúcio e Kaká Barbosa são apenas alguns dos cerca

Djinho Barbosa Debuts With Trás Di Son

  Monday, May 22, 2006 - CVMusicWorld.com by: Osvaldo Dos Reis CVMusicWorld.com Senior Editor Musician Angelo “Djinho” Barbosa recently released his self-produced solo debut album “Trás di Son,” (behind the sound) gathering 35 artists including Kaká Barbosa, Paulino Vieira, Russo Bettencourt, Nhelas Spencer, Kim Alves, Chando Graciosa, Princesito, and Tó Alves. “My best friends believed that I had to share my music with a more broad audience. After that, Paulino Vieira kind of gave me a green light. Then, Kim Alves gave me the conditions for audio recording at K Magic Studio. At the end it became a Trás di Son movement,” Djinho tells CVMusicWorld.com. According to Djinho, Trás di Son,” an inviting 15-track record, fetches coladeira, morna, mazurka, batuco, funaná but does not qualify as a typical traditional album because of the diversity of the sounds and the musicians involved who all added their different experiences. Released in April in Cape Verde, “Trás di Son” is suppo